Sobre dar o seu melhor...


Recentemente eu tenho refletido muito sobre o que é o meu melhor.

Vivemos em uma sociedade que estimula a todo momento a alta produtividade, frases como, “se você não conquistou o que queria foi porque você ainda não deu o seu melhor” são bem comuns.

Eu acredito que a maioria das pessoas que falam sobre isso, pensam que está ajudando o outro a se sentir motivado. Porém, estes tipos de frases acaba gerando mais autocobrança do que motivação.

Eu confesso que eu faço parte do grupo de pessoas que se cobram para oferecer sempre o melhor. Mas, isso parece ser muito subjetivo e pouco prático. Até porque o “meu melhor” será sempre diferente do “melhor” do outro. Então, refletindo nesta perspectiva sobre o que é o meu melhor, eu pensei que talvez “dar o meu melhor” por algo ou em alguma situação, seria apenas estar presente na situação, com o máximo de atenção que eu pudesse.

E, isso fez muito sentido para mim, trouxe até um pouco mais de leveza para o excesso de atividades que eu tenho encarado nos últimos meses, eu pensei que estar ali conectada com o momento presente me faz ser eu mesma, e, entrar em contato com aquilo que realmente é importante, no momento.

E o que é estar presente? Para mim, estar presente em uma situação é estar ali atenta, sem muitos julgamentos e pensamentos que me impeçam de focar no que realmente está acontecendo.

Estar presente talvez seja mergulhar no momento presente, sem muitas cobranças e julgamentos sobre si mesmo e sobre a situação. Talvez seja prestar atenção nos sentimentos e emoções que aparecem diante de um evento. Não acho que seja algo simples, ainda mais na sociedade em que vivemos, ao qual nos oferece vários estímulos o tempo todo, para nos distrairmos de nós mesmos. Mas, é um desafio que podemos propor a nós mesmos, de não fugir de si, não fugir dos seus próprios pensamentos e sentimentos e apenas vivenciar o que está acontecendo no agora.

Portanto, a pergunta que fica é, você consegue estar verdadeiramente presente nas situações da sua vida sem fugir de si mesmo e daquilo que você está sentindo?

Responda aqui em baixo e reflita comigo.

Beijos,

Nathália Lopes

Psicóloga

19 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo